A Leaseurope, Federação Europeia das Associações de Empresas de Leasing e Renting, acaba de divulgar os resultados do sector do Leasing para o primeiro semestre de 2016.

De acordo com o Inquérito Bianual do Leasing Europeu, que reúne a informação recolhida pelas associações que integram a Leaseurope, entre as quais se encontra a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF)1, a produção total do Leasing na Europa ascendeu aos 156,9 mil milhões de euros na primeira metade de 2016, um crescimento de 13,2% comparativamente ao período homólogo.

O Leasing Automóvel demonstrou uma performance particularmente positiva, progredindo 16,9% com um forte crescimento observado na grande maioria dos mercados Europeus. O Leasing de Equipamentos subiu 9,2% e o Leasing Imobiliário revelou uma queda de 8,1%.

Para Paulo Pinheiro, Presidente da ALF, “estes resultados confirmam o papel decisivo do Leasing enquanto alavanca para promover o investimento e estimular o crescimento, estando em conformidade com a confiança expressa nas previsões para o sector2”acrescentando ainda que “Portugal cresce acima da média Europeia, tanto nas viaturas como nos imóveis, devido à aposta das empresas nacionais no Leasing para financiarem os seus investimentos e no Renting como solução integrada para a gestão das frotas automóveis.”

ALF ELEITA PARA A DIRECÇÃO DA LEASEUROPE

Na Assembleia-Geral desta Federação Europeia que teve lugar a 6 de Outubro em Atenas, a ALF foi eleita para integrar a Direcção da Leaseurope, que representa aproximadamente 93% do mercado Europeu de Leasing. Deste modo, o presidente da ALF, Paulo Pinheiro, vai representar o cluster geográfico Portugal, Espanha e Grécia, num mandato que termina em Outubro de 2018.